Manutenção

Podemos entender manutenção como o conjunto de cuidados técnicos indispensáveis ao funcionamento regular e permanente de máquinas, equipamentos, ferramentas e instalações. Esses cuidados envolvem a conservação, a adequação, a restauração, a substituição e a prevenção.

De modo geral, a manutenção em uma empresa tem como objetivos:
• Manter equipamentos e máquinas em condições de pleno funcionamento para garantir a produção normal e a qualidade dos produtos;
• Prevenir prováveis falhas ou quebras dos elementos das máquinas.

Alcançar esses objetivos requer manutenção diária em serviços de rotina e de reparos periódicos programados.

A manutenção ideal de uma máquina é a que permite alta disponibilidade para a produção durante todo o tempo em que ela estiver em serviço e a um custo adequado.

Os serviços de rotina constam de inspeção e verificação das condições técnicas das unidades das máquinas. A detecção e a identificação de pequenos defeitos dos elementos das máquinas, a verificação dos sistemas de lubrificação e a constatação de falhas de ajustes são exemplos dos serviços da manutenção de rotina.

A responsabilidade pelos serviços de rotina não é somente do pessoal da manutenção, mas também de todos os operadores de máquinas. Salientemos que há, também, manutenção de emergência ou corretiva.

Os serviços periódicos de manutenção consistem de vários procedimentos que visam manter a
máquina e equipamentos em perfeito estado de funcionamento.
Esses procedimentos envolvem várias operações:
• Monitorar as partes da máquina sujeitas a maiores desgastes;
• Ajustar ou trocar componentes em períodos predeterminados;
• Exame dos componentes antes do término de suas garantias;
• Replanejar, se necessário, o programa de prevenção;
• Testar os componentes elétricos etc.

Os serviços periódicos de manutenção podem ser feitos durante paradas longas das máquinas por motivos de quebra de peças (o que deve ser evitado) ou outras falhas, ou durante o planejamento de novo serviço ou, ainda, no horário de mudança de turnos.

As paradas programadas visam à desmontagem completa da máquina para exame de suas partes e conjuntos. As partes danificadas, após exame, são recondicionadas ou substituídas. A seguir, a máquina é novamente montada e testada para assegurar a qualidade exigida em seu desempenho.
Reparos não programados também ocorrem e estão inseridos na categoria conhecida pelo nome de manutenção corretiva.

Manutenção Preventiva 

É difícil estabelecer um período igual para manutenção preventiva dos equipamentos Hidráulicos. Não há dúvidas que a manutenção deve ser periódica, mas os intervalos devem ser indicados conforme as condições de trabalho do equipamento, além das condições ambientais, tais como a existência de poeira, calor, agente corrosivo e outros.

Pode-se definir que, de um modo geral, deve ser feita em intervalos que variam entre 3 e 12 meses. A variável do período é estabelecida ainda durante a própria manutenção, pois se os equipamentos se apresentarem bons, sem nenhum reparo a fazer, logicamente o intervalo poderá ser aumentado, e se, pelo contrário, os equipamentos apresentarem muitos defeitos antes da manutenção, o intervalo deve ser diminuído. Os principais itens abordados quando da manutenção preventiva são: tomar cuidado na desmontagem dos cilindros (na maioria das vezes tratam-se de elementos mecanicamente perfeitos que necessitam apenas de limpeza. É recomendado que as guarnições sejam substituídas por novas, mesmo que não aparentem estar danificadas ou desgastadas). Devem ser examinadas cuidadosamente as superfícies metálicas de trabalho, onde deslizam hastes, tubos, verificando se estes não apresentam ranhuras, pancadas ou rebarbas. Inspecionar sempre se os elementos desmontados estão bem lubrificados para a constatação da eficiência dos sistemas de lubrificação e, no caso dos equipamentos apresentarem defeitos antes mesmo do tempo previsto, convém investigar como causas prováveis: extrusão, lubrificação escassa, presença de impurezas no interior do equipamento, desgaste exagerado ou ranhuras nas hastes, tubos e mancais.

No caso de sobressalentes há um cuidado especial a ser tomado: quando o equipamento que estiver trabalhando precisar de reparos, deve-se trocar todo o conjunto e recuperar na oficina o que foi retirado, e deixá-lo como sobressalente no lugar do item que foi retirado. 

Quando qualquer das partes internas do cilindro apresentar sinais de oxidação ou desgaste, deve ser trocada imediatamente (nesses estados ela já não cumpre a finalidade a que se propõe). É aí que se encontra a necessidade do sobressalente adequado.

Manutenção Corretiva 

 Logo que o cilindro Hidráulico apresentar problemas de vazamentos ou mau funcionamento, deverá ser retirado da instalação para manutenção.

Deve-se desmontar o cilindro, sem danificar componentes. 
Deve-se limpar bem todas as peças e verificar seu desgaste. 
O jogo de reparos (vedações) deverá ser totalmente substituído. O aproveitamento das vedações velhas poderá provocar em curto prazo outra manutenção.

Devemos verificar se as vedações velhas apresentam desgaste desigual, corte 
etc. Muitas vezes o corte indica problemas de risco no eixo ou na camisa. 
Devemos examinar cuidadosamente a haste, mancal, camisa e pistão para localizar riscos, partes amassadas ou indicações de desgaste desigual. 
Desgaste desigual no mancal, êmbolo, ou camisa podem indicar que o cilindro está trabalhando fora de alinhamento. 

Todas as peças danificadas ou desgastadas devem ser substituídas ou reparadas para voltar às especificações originais. 
As partes retificadas e cromadas deverão estar dentro das especificações, pois se estiverem ásperas provocarão desgastes prematuros das vedações. 
A montagem das guarnições deve ser cuidadosa e não devem ser utilizadas ferramentas cortantes. Esta montagem não exige esforços demasiados, e caso contrário, deveremos verificar o porquê da necessidade do esforço. 

Quando da montagem das guarnições, deverão estar sempre lubrificadas com pequena quantidade de graxa. 
A montagem do conjunto deve ser feita com cuidado, para evitar colocação de peças em posição errada. 
Após a montagem, os cilindros deverão ser testados na bancada para comprovação de que os problemas foram sanados. 

 
 
 
 
  
(19) 2537-2910
(19) 9-8153-4382 Dimas
(19) 9-9934-1308 Junior  
Rua Ataulfo Alves, 300
B. Higienópolis
Piracicaba - SP

   
 
© Copyright - 2020
Perfil Studio